International Congress of Conscientiology
1st INTERNATIONAL CONGRESS OF CONSCIENTIOLOGY
Menu

1st International Congress of Conscientiology

IAC - International Academy of Consciousness

Federico Faggin

Federico Faggin

Nascido, criado e educado na Itália, Federico Faggin, PhD., mudou para os EUA em 1968, onde contribuiu na criação de produtos e tecnologias. Em 1974 Faggin começou a primeira de várias empresas de alta tecnologia que, com sucesso, criaram produtos e tecnologias significativos. Suas principais contribuições foram: a tecnologia MOS comporta de silicone (Fairchild 3708), os primeiros microprocessadores (Intel 4004, 8008, 4040 e 8080), os primeiros microprocessadores Zilog (Z80, Z8); o primeiro sistema pessoal de comunicação de voz e dados (Cygnet Technologies, 1984); o Touchpad e a Touchscreen que revolucionoram a forma como nos comunicamos com nossos dispositivos móveis (Synaptics, 1994+). Faggin é Presidente da Federico e Elvia Faggin Foundation, dedicada ao estudo científico da consciência. Ele recebeu muitos prêmios e honras, entre elas a Medalha Nacional de Tecnologia e Inovação de 2009, do presidente Obama.

Requisitos para uma Teoria Matemática da Consciência

23/05/2015 | 17:20-18:20

 

Abstract:

The generally accepted scientific view is that consciousness is entirely produced by the activity of the brain, where the brain is like a sophisticated information processing system. This view means that matter is primary and consciousness is just an epiphenomenon arising from the operation of the brain, which ultimately obeys Boolean logic. Therefore it is only a matter of time before human beings will be able to make conscious robots with complex enough classical computers.

Starting with the opposite view i.e. that consciousness cannot be reduced to known material properties, the burden of proof for such a revolutionary claim rests on the believers, like the author, that consciousness is an irreducible property of reality. This paper will discuss the nature of consciousness, and what kind of mathematical theory of reality is needed to convince the scientific community that consciousness is indeed irreducible.

Sumario:

La visión científica generalmente aceptada, es que la conciencia es producida enteramente por la actividad del cerebro, como si este fuera un sofisticado sistema de procesamiento de información. Este punto de vista viene a decir que, la materia es lo primario y que la conciencia es simplemente un epifenómeno resultante de las operaciones del cerebro, que en última instancia obedece a la lógica de Boole. Por lo tanto, es sólo cuestión de tiempo antes de que los seres humanos sean capaces de hacer robots conscientes con ordenadores clásicos suficientemente complejos.

A partir del punto de vista opuesto, es decir, que la conciencia no se puede reducir a propiedades conocidas de la materia, la carga de la prueba de tal afirmación revolucionaria recae en los creyentes, como el autor, que piensa que la conciencia es una propiedad irreducible de la realidad. Esta conferencia debate la naturaleza de la conciencia y qué tipo de teoría matemática de la realidad es necesaria para demostrar a la comunidad científica que la conciencia, de hecho, es irreducible.

Resumo:

O ponto de vista científico geralmente aceito é o de que a consciência é inteiramente produzida pela atividade do cérebro, onde o cérebro é um sofisticado sistema de processamento de informações. Essa visão significa que a matéria é primária e a consciência é apenas um epifenómeno, decorrente da operação do cérebro, o que, em última análise obedece a lógica de Boole. Portanto, é apenas uma questão de tempo antes que os seres humanos sejam capazes de produzir robôs conscientes através de computadores clássicos complexos.

Partindo do ponto de vista oposto, ou seja, de que a consciência não pode ser reduzida a propriedades materiais conhecidas, o ônus da prova de tal afirmação revolucionária cai sobre os que acreditam, como o autor, que a consciência é uma propriedade irredutível da realidade. Esta apresentação irá discutir a natureza da consciência e que tipo de teoria matemática da realidade é necessária para convencer a comunidade científica de que a consciência é de fato irredutível.